EstadoMais lidas

Grávida perde bebê após passar por três hospitais entre Itaberaí e Goiânia; entenda

Uma grávida de 37 anos perdeu o filho após passar por três hospitais diferentes em Itaberaí e Goiânia. De acordo com as informações divulgadas pela cunhada, Lidiane Sousa Melo estava gestante de 38 semanas e recebeu a orientação de que deveria ter o bebê com urgência, porém só conseguiu realizar a cirurgia no dia seguinte após entrar em trabalho de parto. 

“Está todo mundo sem acreditar, achamos que ela sairia com o bebê no colo. Agora ela (Lidiane) ouve o choro dos outros bebês e fica mais estressada com a perda. É muita dor”, contou a cunhada Darcilene Reis Matos. 

Conforme relatado pela cunhada, Lidiane deu entrada no Hospital Municipal de Itaberaí às 13h de sexta-feira, 21, ao alegar estar sentindo dores. Na unidade, ela só conseguiu atendimento por volta das 19h, após fazer um exame em uma clínica particular e retornar. Depois da avaliação de um médico, a mulher foi encaminhada para a capital para ter o bebê.

Ao chegar em Goiânia, Lidiane foi encaminhada para o Hospital Estadual da Mulher (Hemu), mas a unidade a encaminhou para a Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, sob a alegação de que não havia indicação de alto risco. O procedimento de cesariana que deveria ser realizado ainda na sexta-feira, só foi realizado no dia seguinte, sábado, 22, por volta das 10h.

“O parto teria que ser feito logo, pois a Lidiane não tinha mais líquido, estava sentindo dor”, explicou a cunhada.

A unidade de Itaberaí informou que a paciente deu entrada na unidade com consulta agendada e foram tomadas as medidas necessárias. O hospital ainda ressaltou que a encaminhou para o Hemu por meio do Complexo Regulador Estadual. 

Por meio da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), o Hemu afirmou apurar a transferência da paciente. Enquanto o Hospital Estadual e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (HEMNSL) disse que está fazendo um levantamento do caso.

A Polícia Civil de Goiás (PC-GO) investiga a morte do bebê após um boletim de ocorrência ter sido registrado pela família.

Nota do Hospital Municipal de Itaberaí:

Paciente deu entrada em nossa unidade hospitalar com consulta agendada com Ginecologista Obstetra, recebendo atendimento médico que tomou todas as medidas necessárias e encaminhou a mesma para unidade de referência através do Complexo Regulador Estadual que após avaliação a vaga foi liberada pelo sistema para HEMU, a mesma foi encaminhada pelo município.

Nota da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES):

O Hospital Estadual da Mulher Dr. Jurandir do Nascimento (Hemu) informa que a diretoria tomou conhecimento do caso e iniciou a apuração dos fatos relativos à transferência da paciente para a sua unidade de retaguarda.

O Hospital Estadual e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (HEMNSL) também informa que está fazendo os levantamentos do caso, para os devidos esclarecimentos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo